Grand Prêmio de Mônaco de 1992, um GP todo do Senna

Tempo de leitura: 4 minutos

Este mês que passou foi muito difícil, principalmente quem tenta empreender neste país, as contas não fecham, tirar do almoço para pagar o jantar e a história que parece mantra entre quem insiste no Brasil.

E confesso que fiquei muito deprimido sem vontade nem de levantar da cama, mas ficar para baixo não é um luxo de quem quer vencer, a velha máxima de quando se fecha uma porta, procure outra aberta, no meu caso e dos membros da Sociedade Automotiva, construímos a porta em vez de procurar.

E o que tem a ver com o Ayrton Senna?

Alguma pessoas buscam soluções em tudo o que se possa imaginar para sair de uma crise, seja fazendo “mandingas”, seja buscando por uma religião ou crença, eu particularmente procuro atalhos vendo empreendedores de sucesso, eles superaram muitas dificuldades para alcançar o sucesso e um empreendedor nato foi o Ayrton Senna.

Aí vem aquele papo de que nasceu em berço de ouro que eu já ouvi muitas vezes, que para mim não o desqualifica em nada, só mostra a sua determinação já que se quisesse nem precisaria fazer nada para ter uma vida muito boa.

Eu acho que tiveram grandes pilotos no Brasil, cada um no seu tempo, com qualidades boas e ruins se é que posso achar alguma ruim perto do que eles fizeram dentro de um carro de F1.

De Chico Landi, passando pelos Fittipaldis, pelo “alemão” Ingo Hoffmann, Nelsão Piquet, Moreno, Alex Dias Ribeiro, Moco, Chico Serra, Massa, Barrichello e Ayrton Senna cada um com suas características próprias.

Mas o Senna era persistente, perfeccionista ao extremo, as vezes chegava a jogar pesado com os adversários, elevou o nível dos pilotos em termos de preparação física.

E em 1992 um duelo com nada menos que Nigel Mansell que no GP de Mônaco, por acaso este GP teve no grid algumas figurinhas que sinto falta ao assistir uma corrida hoje, além do Ayrton e Mansell, tivemos: Roberto Moreno que fez milagre para conseguir se qualificar com seu Judd, Maurício Gugelmin que corria de Jordan de motor Yamaha, Gerhard Berger, escudeiro do Senna na McLaren, Christian Fittipaldi de Minardi com motor Lamborghini, Michele Alboreto, Martin Brundle e Schumacher com as lindas Benettons V8 Ford, Riccardo Patrese companheiro de Mansell nas favoritas Willians com motor Renault, além do Damon Hill na decadente Brabhan e Jean Alesi da Ferrari entre outros tantos.

A prova foi conturbada só chegaram 12 dos 35 que largaram, para relembrar os amigos a situação da época, o Senna corria com um carro já muito inferior a Willians Renault que ao contrário era uma máquina de quebrar recordes, já contava com a suspensão ativa, o que fazia voar tanto nas curvas quanto nas retas.

A prova era a sexta da temporada, Mansell estava com 50 pontos enquanto Senna apenas 8 e nenhuma vitória ficando em 4º lugar no campeonato, em segundo seguia Patrese e Shumacher em terceiro.

No grid de largada ficou com Mansell em primeiro, Patrese em segundo e Senna em terceiro, na largada Mansell manteve a pole, Senna passa Patrese.

Durante a corrida parecia que seria uma vitória fácil de Mansell, já que tinha posto mais de 30 segundos em cima de Senna, quando na volta 70, Mansell tem que ir para os boxes por conta de um pneu que estava vazio e quase custa a prova dele.

Com isso Senna assume a liderança, Mansell volta com pneus novos apenas 5 segundos atrás, aí começou a nossa aula de hoje, Senna parecia estar lutando pela própria vida, poucas vezes no automobilismo vi uma defesa de posição tão forte quanto a que estava vendo pela TV, Mansell tentava de tudo para passar um carro que parecia ser de outra categoria, a Willians andava mais de 1 segundo por volta do que a McLaren.

Senna chega em primeiro, garantindo sua 5ª vitória no principado, sendo a 4ª consecutiva, Mansell em 2º, Patrese em 3º fechando o pódio.

Senna mesmo com as condições contrárias, acreditou, lutou e superou, isso devemos levar para nossa vida, quando as pessoas acham que tudo vem fácil para quem atinge o sucesso, lembre do Ayrton que no GP de Mônaco matou o Leão literalmente para chegar na primeira posição, nunca desista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *